segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Cada mês de abril , quando o vento sopra do mar e se mistura com o perfume de violetas, Landon Carter recorda seu último ano na High Beaufort. Isso era 1958, e Landon já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.
                                                                           

terça-feira, 20 de novembro de 2012

terça-feira, 13 de novembro de 2012

sábado, 3 de novembro de 2012

Conto da Lianah.


Característica da personagem:
 Livre
Passional
Intensa
Amoral
Apaixonada
Ciumenta
Sentimental.

Quem é mais sentimental que Ela?

Fatos:
Não esconde a enorme libido.
Ninfomaníaca
Totalmente dependente de relacionamentos afetivos
Dramática.


Era uma tarde de verão e Lianah veio em minha direção.
Cabelos curtos ao vento, vestido florido, semblante feliz.
No pulso uma tatuagem, 4 gaivotas. Sinal de liberdade.
A noite anterior foi agradável ao lado de um ex namorado.
- É que eu transei, por isso to feliz.
Que mulher tem essa  coragem de falar de sua vida íntima assim as quatro da tarde.
Tá certo que entre mulheres contamos nossos momentos umas as outras. Mas não assim, tipo quatro da tarde.
E dentre tantas histórias que se passam com minha protagonista, as que certamente mais se destacam nesses últimos meses de faculdade é a vida pessoal. O relacionamento que de sério passa a engraçado, a confuso, à sexo casual. Mas não atualizamos essas coisas no facebook, falamos para os mais íntimos,
assim, tomando uma água de coco no findar da tarde.

Mereces um Conto Lianah.
Mas talvez, teu conto saia erótico.


         Esse pequeno texto surgiu de uma conversa entre uma amiga e eu.
Pessoas que escrevem conto, perdoe-me caso esse texto não tenha características de um conto.

Patrícia Coelho.