sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Escrever sempre me levou pra perto de ti.
Se eu sentia muito a tua falta
Te escrevia uns versos e afagava em mim a saudade.
Agora não escrevo mais
Não te escrevo mais.
Você é a doença.
Você é a cura.
Preciso urgente te ver
Para que devolvas meus versos.

2 comentários:

  1. Que lindinho o texto. Como sempre bem fofinhos. Gostei do novo visual do blog.
    Bom começo de semana.
    Beijinhos.
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir