terça-feira, 20 de abril de 2010

Porque eu sou emo?!

Um garoto de 14 anos foi amarrado e teve o cabelo cortado à força pela mãe,  terça-feira (13), em Sorocaba, no interior do Estado de São Paulo. Tudo porque ele se identifica com o movimento "emo", no qual os meninos deixam os cabelos lisos e penteados caírem sobre os olhos. O rapaz foi além e, sem a autorização da mãe, colocou um aplique colorido para aumentar a cabeleira.



Ao chegar à casa, no Jardim Iguatemi, zona norte da cidade, a mãe, identificada apenas como Lucimar, de 37 anos, e a avó, Lúcia, de 57, correram atrás do garoto com uma tesoura e ainda o ameaçaram com um pedaço de pau. O garoto saiu de casa e correu cerca de um quilômetro, até atingir a Praça das Águas, no Jardim Abaeté, mas as mulheres o perseguiram de carro. Ele foi amarrado com uma corda e, além do aplique, teve cortado o próprio cabelo.


Em seguida, mãe e avó levaram o menino a um distrito policial, pois queriam denunciá-lo por desobediência. O caso foi encaminhado ao Conselho Tutelar. O garoto foi levado para a casa da avó paterna. Os conselheiros tentarão intermediar a relação da mãe com o filho. Lucimar diz que voltará a amarrá-lo, se precisar. "Estamos fazendo isso por desespero, pois ele está tomando um caminho errado e, se der mal na vida, não será por minha omissão", alegou.


Essa notícia foi veículada em vários blogs e jornais na internete,cada um expressa sua opinião a respeito do caso.Eu li um blog em que as pessoas estavam totalmente favoráveis a mãe do garoto,oque pra mim é um erro.


Então eu me pergunto oque leva uma mãe a amarrar um filho,persegui-lo por quilômetros,ameaça-lo com um pedaço de pau e depois cortar os seus cabelos a força,para que ele deixe de ser Emo?
Desespero,talvez?Ela pode pensar que está agindo da maneira correta impendindo o filho de seguir o caminho errado.Agora eu também me faço outra pergunta,oque faz um  adolescente querer virar Emo?Desespero,também?necessidade de atenção?papai e mamãe olhem pra mim,eu estou aqui?ou apenas uma fase passageira natural da adolescência?


Não sei,quem sabe tudo isso e mais um pouco.Mas o fato é que a violência com certeza não é a melhor forma de se educar um filho.Amarrar um adolescente e arrancar a sua identidade a força é um ato de violência,mesmo que se tenha a desculpa,ou a certeza de se ter amor por de tras desse ato.
Ah,mas antes as crianças não eram tão desobedientes,os adolescentes não pertenciam a tribos,eram apenas adolescentes,enquanto hoje eles se classificam como emo,punk,góticos,é tanta tribo.Antes os pais podiam castigar os filhos porque essa maneira era a correta,agora,não,é tanta psicologia,por isso eles são rebeldes.Muitas pessoas podem pensar assim,mas se formos parar pra pensar,realmente não existia emo,mas existiam jovens rebeldes ''sem causa'" tanto quanto hoje.Os jovens querem se sentir aceitos,querem pertencer a um grupo,para eles é importante ter uma galera.A diferença é que hoje as crianças tem mais influência da televisão,são praticamente formados ideologicamente por ela.Então eu particurlamente,acredito que se tornam emos por serem influenciados por essa moda dos anos 2000,apesar de que os punks ja existiam e o emo é uma espécie de evolução dessa tribo.Essa é a minha opinião.Agora,se antes as pessoas educavam a base do tapa,podem usar a desculpa de que não eram informados,nos tempos antigos,era assim mesmo,educar era repreender com surras e maus-tratos.Mas hoje em dia se tem muita informação,os pais não são mais tão leigos,só não ver quem não quer.Existem várias campanhas que afirmam que conversar é a melhor maneira,existem psicólogos em programas de tv,existem livros direcionado para pais que tem crianças e adolescentes,e os infinitos sites da internet.Todos explicando que as crianças precisam de amor e atenção dos pais,para que se tornem adultos realizados.O importante é a qualidade do tempo  em que se passa com eles,ainda que não se tenha tanto tempo pra ficar ao lado deles.Aí as crianças são criadas na frente da tv,sem a companhia dos pais,são crianças consumidoras e necessitadas de atenção,por isso surgem tantas tribos,e agora os pais não entendem a rebeldia.
É lógico que toda mãe ama os seus filhos,os pais eu já tenho as minhas dúvidas,é tanto pai que abandona filho e tanta mulher que cuida de filho sozinha.Mas esse amor tem que ser sentido pelos filhos,não só sentimentos e sim atitudes que provem tal amor.Amizade e companheirismo,por exemplo.
O amor de pai e mãe tem que ser incondicional,seja o filho emo,punk,funkeiro,pagodeiro,gótico,crente,a tribo que for,tem que haver respeito.
Bom,essa é a minha opinião!!!

3 comentários:

  1. Só mesmo a super Nani para dar um jeito nessa molecada nova, pai e mãe tem que ser respeitados pelos filhos, impor moral mostrar quem é que manda! Filho que quer fazer o que der vontade tem que ser independente primeiro. Algo que deu errado quando eram crianças, como a falta de atenção dos pais não afetam tanto assim na juventude, cada um tem consciência do que faz.
    “Eu odeio família eles te mandam o que você tem que fazer e o que você não tem que fazer e isso atrapalha a sua criatividade”
    Célebre frase de Jhoni Depp - a fantástica fabrica de chocolate.
    por: Állan

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Eu respeito a sua opinião.Mas jah que vc quis citar a Nanny,deixa eu te dizer que eu sempre assisto,e ela sempre diz que se os filhos são desobedientes a culpa é dos pais.EUnão defendo a falta de respeito.Veja bem,Não foi o rapaz emo que agrediu a mãe e sim a mãe que não aceita o filho emo e se DESCONTROLA. Se o cara for emo e não mexer com ninguém,não bater na mãe e o unico defeito ser pintar o cabelo de rosa e usar umas roupas malucas,e daí?Isso passa.AGORA,se fosse um rapaz "normal,com roupas e atitudes de gente normal"que agredissse uma mãe eu defenderia a mãe,assim como se fosse um EMO,que agredisse eu defenderia a mãe tbm.Vale lembrar que existem vários tipos de violência,a violência a que eu me refiro que ela cometeu,não eh a violência fisíca em sí.Mas a moral, e tbm a vergonha q ela fez o garoto passar.Mas cada um com sua opinião.SOH quero que fique bem claro q não defendo a falta de respeito aos pais e sim a liberdade de ser oq se quer ser,desde que não afete ningúem.Ele é muito jovem p saber oq quer ser?é soh conversar...se não resolver...aceitar.

    ResponderExcluir